• A Janela Publicitária chega aos 46 anos!

    Neste sábado, 15 de julho, a Janela Publicitária está completando 46 anos. Mais tempo do que muitos de vocês que estão nos lendo agora!

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Foi exatamente em 15 de julho de 1977 — era uma sexta-feira — que saiu publicada a primeira edição da coluna no jornal Tribuna da Imprensa. Editada por Marcio Ehrlich — como é até hoje — ela era assinada pela jornalista Marcia Brito, com o pseudônimo de Marcia Bê.

    Como matéria principal (a ilustração desta nota), um comentário sobre filme King Kong acabar não utilizando o cartaz premiado pelo concurso do Clube de Criação do Rio em prol da nacionalização do cartaz de cinema.

    A Janela é a segunda publicação do trade mais antiga a chegar à Internet, atrás apenas do hoje pouco ativo BlueBus.

    E tanto aquela primeira edição, de 1977, como praticamente 95% das colunas impressas e das versões digitais, iniciadas em 1996 estão disponíveis para consultas e buscas, na seção “Anteriores” do site.

    Se você conheceu a Janela nos seus primeiros anos, contra pra gente aí embaixo nos comentários!

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    Discussão

    1. Toninho Lima

      O FILHO ADOTIVO DA JANELA – O ano era 1977. O estagiário devorava as notícias que pinçava na coluna Janela Publicitária, no jornal Tribuna da Imprensa, todas as manhãs, ávido por saber o que andavam fazendo os seus ídolos da época. Assim tomava conhecimento que quem era quem e de quem precisaria se aproximar. Já tinha um ídolo bem próximo, o Diretor de Criação da agência L&M, Mauro Matos. Mas não cansaria enquanto não se aproximasse de outros grandes nomes como Carlos Pedrosa, José Montserrat, Pedro Galvão, Álvaro Gabriel, Carlos Estevão, Antonio Torres, Ronaldo Conde, Fernando Gerardó e outros craques da publicidade carioca.

      Em 1978 eu já tinha conseguido me aproximar de alguns dos caras que só conhecia das notas da Janela Publicitária. Um dia, o redator júnior foi convidado pelo Marcio Ehrlich para participar do júri que escolheria os anúncios destaques da semana, na Seleção da Janela.

      Eu? Mas ainda estou firmando meu critério, sou muito inexperiente, será que vou ser capaz de julgar trabalhos de gente mais sênior do que eu mesmo? Assim cheguei ao apartamento na rua Barão de Itambi, no Flamengo. Lá fui recebido pelo simpático anfitrião e apresentado a uma roda de criativos que eu conhecia, na sua maioria, apenas de nome. A partir daí, a Janela Publicitária e o seu fundador nunca mais saíram da minha vida.

      Mais do que isso, sinto que fui adotado pela coluna. Cada passo da minha carreira, desde então, foi minuciosamente revelado pelo faro do jornalista e amigo. Sempre com uma boa dose de generosidade. Por coincidência, a coluna e a minha carreira praticamente nasceram juntas. E assim tem sido ao longo desses 46 anos. Quero, portanto, não apenas parabenizar o Marcio Ehrlich pelo sucesso duradouro de sua empreitada, mas também agradecer o apoio decisivo que recebi já nos primeiros passos na profissão. Que venham ainda muitos anos de Janela Publicitária. Eu preciso. O mercado publicitário carioca precisa. A publicidade precisa.

    2. Negreiros

      Presenciei suas idas a Tribuna da Imprensa quando lá trabalhava. Bjs

    3. Guilherme Castello Branco

      Parabéns. Foco e resiliência são suas marcas registradas.
      Aguardamos os próximos 15.
      Um bom abraço

    4. Zé Schiavoni

      Conheço o Marcio desde 1984, quando ele colaborava para a revista Micro & Video, da Fonte Editorial, do Rio de Janeiro. Desde sempre um cara crítico, sem perder a ética de vista. Parabéns, Marcio!

    5. Claudia Brütt

      Parabéns, marcio!

    6. Adriano Gomes Filho

      Márcio, parabéns pelo admirável trabalho empreendido em prol do mercado publicitário, especialmente o carioca, em quase cinco décadas. Espero que um dia você publique em livro as memórias da propaganda carioca, perfilando os seus principais profissionais e agências. Ninguém mais credenciado que você a levar adiante esse projeto.

    7. Elisangela

      Parabéns pelos 46 anos e pelo excelente trabalho desempenhado.
      Vida longa!

    8. Marcos Apostolo

      Vamos lá, seu Marcio. Vou contar. E começo pela coincidência da imagem que ilustra a nota: King Kong. Estava eu, caminhando pelo meu início da publicidade na primeira turma de publicidade e propaganda (o finado científico) do Liceu de Arte e Ofícios na Praça XI. Perto dali, vejo a revista Propaganda, do tempo em que banca de jornal vendia jornal e revistas e contando o dinheiro de lanche, comprei a dita. Quando abro, olhos nos olhos no cartaz de King Kong que vinha encartado. Por anos, ele esteve na parede de minhas moradas. Depois, sumiu no tempo. Mas foi aí, aos 17 anos, que eu comecei a entender que iria pular de galho em galho até virar sócio da Binder. Parabéns por tantos anos de Janela. 👏👏😎 Ah, e quem não derramaria uma lágrima de paixão por Jessica Lange?

    seta
    ×