• Milei fecha a estatal de notícias argentina para virar agência de publicidade

    Imaginem a Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), que cuida do conteúdo da TV Brasil, Rádio Nacional e MEC, e Agência Brasil, passando a concorrer com agências que atendem a Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom/PR), como Artplan, Binder, Calia, Nacional, Nova e Propeg, só para citar algumas?

    Publicidade
    Publicidade

    É o que aconteceu agora na Argentina, com o decreto publicado no dia 01/07 com assinatura do presidente Javier Milei, convertendo a agência de notícias pública Télam em agência de publicidade e propaganda estatal.

    O nome do novo órgão  passa a ser Agencia de Publicidad del Estado Sociedad Anónima Unipersonal.

    O presidente argentino vinha se incomodando com o noticiário da Télam, que poderia estar promovendo informações da oposição, notadamente kircheneristas. E decidiu que a nova estrutura cuidará do desenvolvimento, produção, comercialização e distribuição de material publicitário nacional e internacional, seja na Argentina ou no exterior.

    Os mais de 700 funcionários da antiga Télam no território argentino, naturalmente, vêm realizando manifestações, inclusive nas ruas, contrárias à decisão, descrevendo o ato de Milei como ataque à liberdade de expressão.

    Publicidade
    Publicidade

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    Discussão

    1. Luís Vargas

      Se essa onda pega…! Felizmente o Brasil ainda é um país sério e bastante profissionalizado na área de Comunicação e Marketing.

    seta
    ×