• Prefeitura do Rio abre concorrência para novos MUBs podendo explorar publicidade

    A cidade do Rio de Janeiro está se preparando para ganhar 2.000 novos pontos de publicidade em mobiliários urbanos.

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    A prefeitura do município está na rua com a concorrência nº 003/2024 da Secretaria Municipal de Coordenação Governamental (SMCG), para escolher, em quatro diferentes lotes, as empresas que vão fabricar, instalar e vender espaço publicitário em mais de 1.800 novos abrigos de ônibus e 202 relógios digitais.

    A seleção será através de leilão de preço, com uma outorga fixa com valor mínimo de cerca de R$ 644 milhões e uma variável sobre 5% do faturamento bruto. A entrega das propostas deverá acontecer até 27 de junho, na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo (hein??), para que o leilão seja realizado em 3 de julho.

    A SMCG também está anunciando que os equipamentos atuais serão reformados. Além de 30% dos relógios digitais da cidade precisarem contar com medidores de umidade, 20% dos abrigos de ônibus passarão a ter sistema de segurança com câmeras e um botão a ser acionado em caso de emergência, como já acontece em algumas paradas do VLT, no Centro.

    As novidades valerão apenas a partir de 2026, quando se encerram as concessões atuais firmadas com as multinacionais de OOH Clear Channel e a JCDecaux, hoje responsáveis pelo mobiliário urbano licitado pela Prefeitura, através da divisão por bairros. O que muda, é que, a partir da nova licitação, cada empresa cuidará de um tipo de mídia, seja relógio, abrigo ou bicicletário.

    O edital e a discriminação dos lotes estão disponíveis para download no site da CCPar, a Companhia Carioca de Parcerias e Investimentos.

    O investimento total estimado pela Prefeitura do Rio é de R$ 460 milhões ao longo de 20 anos.

    Publicidade

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    seta
    ×