• Amstel e EngovAfter vão patrocinar a festa de réveillon de Copacabana

    Abel Gomes, Eduardo Paes e Ronnie Aguiar (Foto Beth Santos)

    A duas semanas da virada do ano, finalmente a Prefeitura do Rio conseguiu apresentar, em coletiva à imprensa, o que acontecerá na festa de réveillon de Copacabana, depois que a empresa de cenografia paulista MChecon, vencedora da concorrência promovida pela Riotur, não conseguiu comprovar que teria condições de realizar o evento e foi afastada.

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    O resultado é que a SRCom, inicialmente desclassificada na disputa, teve que ser chamada para botar a festa em pé, como faz há 14 anos. E esta quarta-feira, 14/12, o prefeito Eduardo Paes, ao lado de Abel Gomes (à esquerda, na foto), da empresa produtora, e de Ronnie Aguiar Costa (à diireita), novo presidente do órgão de turismo do Rio, conseguiu anunciar que a cervejaria Amstel e o energético EngovAfter serão os patrocinadores dos dois palcos que serão montados na Praia de Copacabana.

    Segundo fontes da Janela, a Hypera, fabricante do EngovAfter, já garantiu um apoio de R$ 1 milhão, enquanto a Amstel deverá ficar entre R$ 3,5 milhões e R$ 5 milhões.

    Outros anunciantes tradicionais brasileiros estão sendo contatados para reforçar o investimento privado, reduzindo o que sobrará para a própria Prefeitura do Rio bancar. Como ela já sabe que terá que fazer sozinha nas comemorações dos outros oito pontos da cidade: Flamengo, Ilha do Governador, Madureira, Paquetá, Pedra de Guaratiba, Penha, Ramos e Sepetiba.

    A previsão é que toda a produção do réveillon do Rio custe R$ 30 milhões.

    Vem! Pra festa do Rio

    Na coletiva, o diretor da SRCom, Abel Gomes, também apresentou a linha de comunicação que a equipe de criação da agência de eventos, que tem Robson Mattos como diretor de criação, desenvolveu para atrair visitantes à virada do ano, com o tema “Vem! Vem! Vem! Pra festa do Rio”, em que a última perna das letras M ainda se tornam pontos de exclamação.

    Para o público, haverá um palco maior, o tradicional à frente do Copacabana Palace, apresentando shows de Zeca Pagodinho, Iza e Alexandre Pires, além da bateria da Grande Rio e DJs, e o Palco Carioca, em frente à Avenida Princesa Isabel — onde hoje funciona o FanFest da Brahma para a Copa do Mundo e que será desmontado — e terá shows de Mart’nália, Bala Desejo, bateria da Beija-Flor e DJS.

    Outra promessa é que a queima de fogos será mais tecnológica e “piromusicada”, com um espetáculo de 12 minutos mais potente e com grafismos inéditos, produzidos por Marcelo Kokote.

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    seta
    ×