• Gustavo Bastos: “O Rio pode voar mais alto se as entidades se unirem mais”

    Seguindo no balanço do mercado em 2023, mais uma liderança de entidade dá seu depoimento à Janela: Gustavo Bastos, presidente do capítulo carioca da Associação Brasileira das Agências de Propaganda (Abap-Rio) e da agência 11:21.


    É impressão minha?

    É impressão minha ou cada dia está mais difícil atrair agências e profissionais para as entidades e mostrar o valor que elas tem para a construção de um mercado mais potente?

    Publicidade
    Publicidade

    É impressão minha ou no Rio de Janeiro é ainda mais difícil do que em outras regionais ou em São Paulo?

    É impressão minha ou apesar disso tivemos o evento de 80 anos do Sinapro Rio e a campanha da ABAP Rio e Sinapro Rio juntas em mídia impressa, digital e – principalmente – no OOH, onde, se não é só impressão minha, o mercado embarcou com grande empolgação, multiplicando a força e o alcance da campanha por mil?

    Obrigado, turma dos veículos, vocês são demais – e isso não é só impressão minha. Eu, como Presidente da ABAP Rio e Vice do Sinapro Rio, tenho que registrar o sucesso dessas iniciativas aqui e convocar todos a fazer muito mais colaborações no ano que vem.

    Porque ou é impressão minha ou o mercado do Rio de Janeiro pode voar muito mais alto se as entidades se unirem ainda mais, trazendo Clube de Criação e ABP, por exemplo, assim como a ABMN – que aliás ressurgiu esse ano com um evento super representativo aos 44 minutos do segundo tempo de 2023.

    2024 – Ano de se juntar

    2024 começa com renovação no CCRJ e deixo aqui a sugestão para a nova diretoria a se juntar à Abap Rio e outras entidades para que todos possam realizar coisas maiores juntos. 2024 deveria ser o ano de se juntar para multiplicar ações, impactos, visibilidades, associados, multiplicar o mercado do Rio. Teremos essa vontade, essa capacidade?

    É impressão minha ou chegou o momento de vencermos certas barreiras invisíveis para fazer mais e melhor pelo Rio?

    Que não seja só impressão, mas que a gente imprima a marca da realização colaborativa em 2024.

    É impressão minha ou não falei da 11:21 nesse texto? É, vai ficar para a próxima.

    Publicidade

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    seta
    ×