• Escolha de Jade Picon pela Arezzo em coleção sobre mulheres negras gera protestos

    Jade Picon para Arezzo

    “A mulher mais branca do Brasil estrelando uma campanha dessa?”, perguntou nas redes sociais uma internauta, comentando a Arezzo ter convidado Jade Picon para sua publicidade.

    Publicidade
    Publicidade

    Acontece que a Arezzo lançou a coleção — que comemora seus 50 anos — como sendo uma homenagem à ancestralidade de mulheres negras. O projeto da coleção é da empresa Meninos Rei, cujos estilistas dizem ter buscado referência nos turbantes usados por mulheres negras e africanas.

    A queixa nas redes sociais é Jade Picon ter ganho mais protagonismo nas veiculações que outras convidadas negras, como a cantora Malia, a atriz Clara Buarque e a modelo Sheila Bawar.

    “Jade Picon como garota propaganda foi um tiro no pé!”, disse uma seguidora. “A Arezzo de aprovar a contratação, a agência de publicidade de propor, a Jade de aceitar, eu fico me perguntando: ‘não tem ninguém com bom senso em 3 equipes diferentes?'”, protestou uma outra.

    A polêmica também já chegou em outras publicações de moda, com todas comentando que, até o momento, a Arezzo não se manifestou a respeito.

    Até onde conseguimos apurar, a Arezzo faz toda a sua comunicação internamente, sem agência de publicidade.

    Atualização em 28/09/2022

    A assessoria de imprensa da Arezzo enviou à Janela seu posicionamento sobre o caso Jade Picon.

    Em setembro de 2022, a Arezzo comemorou 50 anos e, entre uma série de iniciativas, convidou 5 novos talentos da moda brasileira para reinterpretar um modelo clássico da marca de cada década.Uma das marcas colaboradoras deste projeto foi a Meninos Rei, dupla de estilistas pretos e baianos, que recriou um dos modelos mais conhecidos da Arezzo, a sandália Anabella, representada em campanha por duas vozes femininas brasileiras – Clara Buarque, atriz e cantora (filha de Carlinhos Brown) e Jade Picon, influenciadora e atriz.

    A coleção e campanha não foram construídas com o tema de homenagem a mulheres africanas, mas de uma representação dos 50 anos da Arezzo, com o DNA criativo de cada marca participante do projeto.

    Em toda a campanha de Arezzo 50 anos, estiveram presentes outras mulheres negras, como Sheila Bawar (modelo), Cecilia Chancez (cantora) e Malia (cantora).

    Publicidade
    Publicidade

    Marcio Ehrlich

    Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, Rádio Tupi FM, TV S e TV E.

    Envie um Comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


    seta
    ×