Janela Publicitária    
 
  Publicada desde 15/07/1977.
Na Web desde 12/07/1996.
 
A Fenêtre é a cobertura da Janela Publicitária em Cannes.
 

05 de junho de 2008, quinta-feira

Bem, amigos da Fenêtre Publicitaire.
É chegada aquela hora do ano em que o seu chefe, os puxa-sacos do chefe, as pessoas que sabem de segredos obscuros do chefe e uma parcela de pessoas competentes e trabalhadoras - na qual estão incluídos os nossos amigos - vão para a Riviera Francesa, bancados pela firma, para fingirem que assistem comerciais enquanto o topless come solto nas praias da Côte D’ Azur.
Vem aí o Festival de Cannes de Publicidade.
E você que vai ficar aí, enrolando a semana inteira para não fazer os jobs deles que ficaram na sua mão, vai ficar cheio de tempo ocioso para ocupar, certo?
É aí que entra a Fênetre Publicitaire, a cobertura do festival que não diz lé com cré. A começar por essa expressão: “lé com cré”, que não faz o menor sentido.
É aí que entra este seu amigo. Para trazer até você uma visão não-jornalística do evento e trazer para minha irmã um perfume da Calvin Klein que, aliás, é americano e não francês, já falei isso para ela.
E este ano a Fenêtre promete. Promete pegar as piadas que eu já contei há quatro anos de novo e que ninguém lembra mais. Se tem anúncio que faz isso, porque não esta coluna?
Só espero que vocês, assim como eu, se divirtam.
Quer dizer, eu talvez me divirta um pouco menos esse ano.
É que o festival ainda nem começou e eu já fui rebaixado – mais uma vez – de Jornalista com credencial Press A para Press B.
Para vocês entenderem o que isso quer dizer, traduzi a definição das credenciais do site oficial de Cannes:

“Os jornalistas portadores da credencial ‘Press A’ tem direito a:
- Acesso irrestrito a todas as áreas e eventos do festival, inclusive festas de gala oficiais.
- Se sentirem necessidade, podem ter acesso ao banheiro do Craig Davis, presidente do Júri, mesmo que ele esteja usando e diga: “tem gente.”
- Os Press A tem o poder de veto a qualquer sanção da ONU.
- Aliás, tem poder de veto também ao Sansão, personagem mitológico que extraía sua força dos cabelos e ao Sansão, coelhinho da Turma da Mônica.
- Os Press A são maus, pegam um, pegam geral.

Os jornalistas portadores da credencial “Press B” tem direito a:
- Serem barrados das festas de gala do evento.
- Comerem a baguete que o diabo amassou, desde que paguem do próprio bolso.
- Um poster do Marcio Ehrlich, autografado, apresentando o Colunistas Rio 1982, desde que peçam para ele e, claro, paguem do próprio bolso porque nós nunca vimos o Marcio dar nada para ninguém.”

Das duas uma. Ou alguém na assessoria de imprensa aprendeu português e percebeu que a Fenêtre não vale meia pataca, ou me confundiram com um corinthiano e me colocaram na série B. Vamos ver no que dá. Um grande abraço e obrigado pela companhia.

PS 1: Nesta quinta estou indo julgar os Cannes Predictions aqui em São Paulo. Depois eu conto como foi.
PS 2: E-mails, comentários, sugestões? [email protected] ou direto com o editor e quem realmente manda: [email protected]

Notas da Redação (quer dizer, do Marcio Ehrlich, mesmo):
1) Fábio, meu tio-avô Samuel Jacó me ensinou que não se dá nada. Empresta-se a juros camaradas, isso sim.
2) Se você tivesse lido Monteiro Lobato em vez de só assistir na Tv Globo, teria aprendido o que a Dona Benta ensinou: "lé com lé, cré com cré" é corruptela de "leigo com leigo, clérigo com clérigo". Ou seja, cada um que saiba o seu lugar. Hum... Será que foi por isso é que você ganhou Press B?

O redator Fabio Seidl é o enviado (com todo o respeito) especial da Janela em Cannes 2008.