Voltar Imprimir Enviar p/ um Amigo

Eppinghaus deixa Prole, que fundou há 10 anos

André Eppinghaus
André Eppinghaus, a caminho de novos destinos
EM PRIMEIRA MÃO - O diretor de criação e sócio da agência Prole, André Eppinghaus, deixou a empresa que fundou em 2005 com Flavio Azevedo. A Prole, que atende as contas dos governos do Estado e do Município do Rio de Janeiro -- ela foi a responsável pelas campanhas de Sérgio Cabral, Pezão e Eduardo Paes --, tem hoje diversos outros sócios, entre os quais alguns diretores da NBS, como Cyd Alvarez e Roberto Tourinho, na condição de investidores, remanescentes do tempo em que a Prole participou do Grupo PPR, vendido em 2014 para a Dentsu Aegis.
A Janela não conseguiu contato com nenhum dos sócios da Prole, para levantar os motivos da ruptura, apesar de que, segundo amigos da coluna, o criativo já estaria em processo de criação de uma nova agência de publicidade.
Apesar de não depender das contas de governo -- a Prole tem clientes também em São Paulo, onde mantém estrutura -- é sabido que a agência, assim como as demais que atendem o Governo do Estado do Rio, está com dificuldades para receber pelos trabalhos que prestou a Sérgio Cabral desde maio de 2014. A dificuldade no repasse desses valores estaria, inclusive, afetando os fornecedores que vinham produzindo para atual Governo Pezão. Um deles, a produtora Carioca Filmes, pelo que apuramos no mercado, não resistiu aos dez meses de atrasos, e encerrou as suas atividades.
As dívidas de Pezão
Notícias recentes publicadas na imprensa carioca avaliam em R$ 700 milhões os débitos do Governo do Estado do Rio com fornecedores e empresas terceirizadas. Em entrevista ao jornal O Globo, o governador admitiu que antes de abril ou maio deste ano não consegue começar a pagar o que deve.
A situação está emperrando, inclusive, o lançamento da nova concorrência para as agências que deveriam começar a atender o Estado do Rio a partir deste ano. Normalmente, Prefeitura do Rio e Governo do Estado lançam suas licitações na mesma época do ano. Eduardo Paes, desta vez, saiu na frente, com o processo já em andamento para a escolha de suas três novas agências. De Pezão, porém, não vem nenhuma notícia.
Sobre Eppinghaus
André tem 20 anos de experiência no mercado carioca. Foi redator e diretor de criação em diversas agências, como DPZ, JWT e Ogilvy. Foi presidente do Clube de Criação do Rio no período entre 1999 e 2001, quando lançou o Anuário Melhor do Rio, que chegou este ano à sua décima versão. É autor do livro "Carioca A to Z - 50 words to get the Rio thing".

(Marcio Ehrlich - 14:00h - 14/03/2015)

 
[ ÚltimasAnterioresGuia do MercadoSobreFale Conosco ]
 
Copyright 2017 © Todos os direitos reservados a Janela Publicitária.