Publicidade: Alfa

Polícia Federal faz busca em agências de comunicação do Rio

Publicidade: Alfa
Mauricinho Cabral, irmão de Sérgio Cabral Filho
Mauricinho Cabral, irmão de Sérgio Cabral Filho

A “Operação Eficiência” da Polícia Federal, um desdobramento da Operação Calicute, citou quatro agências de comunicação entre as que estão recebendo mandados de busca e apreensão: Corcovado, Estalo, MCS e SCA.

Além disso, o publicitário Maurício de Oliveira Cabral Santos — conhecido no mercado como Mauricinho Cabral — está com mandado de condução coercitiva, com suspeita de ter sido beneficiado por esquemas de corrupção e desvio de dinheiro durante o governo do seu irmão Sérgio Cabral Filho.

Mauricinho, que passou por agências como Agnelo Pacheco, V&S, MG, Fischer e Ogilvy, é o diretor, em sociedade com Jacqueline Pedretti Cabral, da Estalo Comunicação Ltda. – EPP, que aparece entre as agências focadas pela PF.

Pesquisa sobre esta razão social dá como endereço a residência de Maurício Cabral, à Av.Epitácio Pessoa, 2900 apto.602. A Janela tentou entrar em contato com o telefone que consta como sendo da empresa, mas nele atende uma secretária eletrônica indicando que lá funciona a “Fato Contábil”. A Estalo foi criada em 30 de março de 2001, quando Mauricinho era diretor de atendimento da Fischer América Rio.

Maurício Cabral, segundo denúncias de delatores, tinha o codinome “Covitch” nas planilhas de pagamentos. Ele também foi sócio de Carlos Miranda na LRG Consultoria e Participações, que está envolvida com denúncias de operar o esquema de corrupção no Governo Sergio Cabral.

Em 2010, durante o governo de Sérgio Cabral, o ex-governador Anthony Garotinho acusava Mauricinho, em seu blog, ter ser o “homem que mais manipulou recursos durante a atual gestão”.

A SCA Eventos e Consultoria Ltda. aparece em buscas da Janela tendo como atividades organização de feiras, congressos, exposições e festas. Seus diretores são Carlos Alberto dos Santos Carvalho e Simone Rodrigues Terra Carvalho, com a empresa funcionando à Av Das Americas, 4200, Bloco 9, Sala 104 B, na Barra. No telefone cadastrado da agência atende uma gravação se identificando como Telemar (??) e a mensagem “Temporariamente este telefone não está recebendo chamadas”. A empresa de Simone e Carlos Carvalho atende governos do Rio há tempos. Em 1997, por exemplo, no governo de Marcelo Alencar, foi uma das fornecedoras da promoção “Pegue a Nota e Vá Pra Copa”. Simone é sobrinha de Marcello Alencar e Carlos foi assessor de Marco Aurélio Alencar, filho do governador, durante todo o mandato deste. Carvalho, com sua habilidade política, também trabalhou no Governo Garotinho, como chefe de gabinete da Secretaria de Educação.

A Corcovado Comunicação Ltda., a pedido da Janela, emitiu um comunicado oficial negando qualquer envolvimento com operações escusas relacionadas ao ex-governador Sérgio Cabral. A empresa funciona à Av. Nilo Peçanha 50, Gr 405, Centro. Seus diretores são Francisco de Assis Neto, conhecido como Kiko, Carolina de Vasconcellos Massiere de Assis e Ana Cristina de Assis Silva. Kiko foi subsecretário adjunto de publicidade no governo Cabral. Kiko era corretor de seguros e entrou na área de comunicação organizando eventos para o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis, do mesmo PMDB de Sérgio Cabral. Tornou-se secretário de Comunicação e Eventos de Reis, quando conheceu o secretario de Cabral, Wilson Carlos, que o levou para o governo do estado.

Quanto à MCS Comunicação Integradas S/C Ltda., não há, em pesquisa na internet, qualquer referência. A única MCS ligada à publicidade fica em Porto Alegre.

Nenhuma das seis agências selecionadas por concorrência para cuidar da publicidade oficial do Governo de Sérgio Cabral — Artplan, Agnelo, Binder, DPZ, Nova/SB e a Prole, do marqueteiro Renato Pereira, responsável pelas campanhas de Cabral, Pezão e Eduardo Paes — está relacionada na Operação Eficiência.

COMUNICADO OFICIAL DA AGÊNCIA CORCOVADO:

A Corcovado Comunicação Ltda. vem a público comunicar que, até o presente momento, desconhece os motivos de ter tido seu nome envolvido numa investigação. Durante toda sua história, a Corcovado prezou por práticas idôneas de mercado atendendo a clientes exclusivamente da área privada. Os investigadores foram recebidos hoje na empresa e todo o material solicitado foi fornecido.
A empresa segue trabalhando normalmente, com o compromisso de sempre, para entregar o melhor serviço para os clientes. No mais, as portas estão abertas e serão fornecidas as informações que forem necessárias pois a empresa está segura de sua conduta e permanecerá cooperando com as autoridades.
CORCOVADO COMUNICAÇÃO

 

Publicidade: Dinâmica Talentos

Marcio Ehrlich

Jornalista, publicitário e ator eventual. Escreve sobre publicidade desde 15 de julho de 1977, com passagens por jornais, revistas, rádios e tvs como Tribuna da Imprensa, O Globo, Última Hora, Jornal do Commercio, Monitor Mercantil, Rádio JB, TV S e TV E.
seta